quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Não dá pra fazer

A internet é uma coisa fantástica e blá blá blá. Tá bom. Essa parte todo mundo já sabe. Mas existem coisas que não "dá pra fazer".

Mandar todos os seus textos, toda a sua produção recente pro e-mail dos coleguinhas... Isso, gente, não dá pra fazer.

A sua produção pode ser a melhor do mundo. E eu sei que tem gente que deve amar tudo o que você escreve. Mas essas pessoas vão ficar tão felizes se houver um lugar onde elas possam acompanhar os seus belos poemas que não seja a caixa de e-mails lotada delas!

Isso se chama SPAM. E spammers vão pro lixo eletrônico.

Se você deseja ardentemente que as pessoas leiam os seus textos, publique-os em um blog, e mande um (apenas um) e-mail divulgando o endereço e nesse mesmo e-mail dê umas dicas de como usar um leitor de feeds. Assim as pessoas vão ficar felizes e vão ler todos os seus textos quando for mais conveniente pra elas. (E não quando você acabar de criá-los supondo que o mundo anseia por essa leitura)

Existem pessoas (eu) que tem e-mail para assuntos de faculdade, trabalho, etc.. E também existem pessoas que tem mais de um endereço de e-mail, justamente pra que um deles seja o alvo dos spammers. E, nesse caso, tem gente (eu de novo) que está recebendo cópias da sua produção recente em todos os seus e-mails! Como assim mandar a mesma coisa pra três endereços diferentes de uma mesma pessoa? O efeito gerado é o seguinte: Lixo sem nem abrir.

Para saber de novos textos dos meus amigos ou de escritores que admiro eu uso o Google Reader ou acesso o blog deles diretamente.

Me perdoem o tom dramático e bravo dessa mensagem.

É que SPAM, gente.... SPAM não dá pra fazer.

  • Stumble This
  • Fav This With Technorati
  • Add To Del.icio.us
  • Digg This
  • Add To Facebook
  • Add To Yahoo

1 comentários:

... ândi s! disse...

É, há muita coisa que dá pra fazer: mas estas, realmente, não dá. :)

TE ADORO.
No seu conjunto.
Que é de beleza, inteligência e carisma.
So, te adoro!

 
Copyright 2010 Retro | Powered by Blogger.