quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Eu: rio

Rio pra não chorar um rio.
Se começasse a chorar, me afogaria.
E o rio ia passar e levar tudo embora.
Mas tudo de bom também se iria.
E eu pediria licença poética pra conjugar
um verbo defectivo.
Assim como eu.
Faltante.
Mas como eu não posso correr o risco,
Rio.
  • Stumble This
  • Fav This With Technorati
  • Add To Del.icio.us
  • Digg This
  • Add To Facebook
  • Add To Yahoo

3 comentários:

O solitário Jim disse...

"rio pra não chorar um rio"

faz bem!

philippe_albuquerque disse...

daí que começam os poetas
dai começam os bons poemas
pratique poesia, que gostei muito da sua
quero ve-las mais
amo a recebinha
linda demis vc

bruno assad disse...

Muito bom!!!!!!

 
Copyright 2010 Retro | Powered by Blogger.